Desejar e ficar louco na busca ou não desejar e ficar louco na falta do que buscar? Se importar. Não se importar. O ar não faz mais o mesmo efeito. Talvez porque eu parei de precisar dele. Queria precisar dele agora, queria respirar e sentir alegria em um pulmão cheio e saudável.  Hoje eu implorei por um toque de um anjo. Como naquele filme “Wings of desire” Você esta na merda. Eles ouvem seus pensamentos, tocam seu ombro e você vê o lado bom de tudo. Simples e puro. Se você odeia alguém, o ódio te faz mal, se você não odeia ninguém, as pessoas se aproveitam de você. Tenho que lidar. Eu não sei viver. Eu não sei conviver. Eu não sei dizer o que penso, porque antes de dizer eu me importo com todos relacionados a uma unica resposta, uma unica frase minha.Uma imensidão de cobranças sobre mim mesmo. No fim, as vezes, tem tanta gente envolvida que não tenho saída. Quanto mais gente, mais problema. Quanto mais gente, mais preocupação. Não da pra amar a todos porque o equilíbrio requer ódio. Por isso, nesse tempos, tenho ficado em casa. O tempo vai passar rápido do mesmo jeito, mas pelo menos aqui eu  machuco menos pessoas. Aqui dou atenção a minha família, aqui eu não preciso julgar a mim mesmo porque sei que minha família vai me amar, seja la o que eu disser. Lá fora não. Lá fora as pessoas são sensíveis ao olhar. Ao rir. Ao gesticular, e principalmente ao disser. Querem você fazendo parte de grupos, querem você sendo como eles. Eu não quero ser como ninguém. Eu não quero ser ninguém. Não quero uma imagem sobre mim, não quero uma reputação. Não quero brilhar, e não quero estar num canto escuro. Por favor não me chame pra sair. Por favor esqueça o passado. Não guarde rancor. 
"Estive esperando por um guia que me pegasse pela mão" Ninguém me pegará pela mão, como minha mãe, me levando pra escola. Ninguém secará minhas lágrimas antes que eu sinta seu gosto salgado. Minha mãe tem me dado anti-depressivos. Ninguém me ajudou tanto quanto ela, e eu nem disse muita coisa. Só precisei disser que não queria mais sair de casa. Eu durmo bastante. Acordo e durmo de novo. A tarde tiro umas fotos escrotas que depois vou excluir. Ajudo nos afazeres domésticos. Penso em tudo que perdi. Penso em tudo que ainda tenho que conquistar. Penso se vale a pena. Não quero mais voltar atrás. Preciso parar de me importar ou preciso me importar mais? "Depende do que" É muita coisa pra calcular, uma coisa toma o tempo da outra. Esta tudo em conflito. TUDO. Por favor, algum anjo me toque. Por favor não me cobrem vontade. Seus organismos não são como o meu. Muito menos sua mente, suas circunstâncias e seus traumas. O que eu guardo dentro de mim, ninguém mais guarda. O que meus olhos viram, ninguém mais viu. Não acho que eu seja um pobre coitado. Acho que todos somos. O que define o peso da sua dor, é a sua resistência, não a ética impondo quem é fraco ou forte. O que eu aguento ninguém tem que aguentar. O que eu não aguento ninguém tem o direito de contestar.

JUSTIÇA. PAZ. AMOR.


Hiago Aquino.